Conheça a diferença entre Conhaque e Licor

licor-conhaque

O conhaque, brandy ou brande é o produto decorrente da destilação de vinho, geralmente contendo cerca de 40–60% de graduação alcoólica por volume. O nome em português é derivado da palavra francesa cognac, um tipo de conhaque com indicação geográfica da região homônima da França.

Conhaques de fruta são feitos usualmente com maçã, ameixa, pêssego, cereja, amora e damasco. Têm coloração mais clara e normalmente são degustados gelados.

Calvados é um conhaque francês da região da Normandia feito à base de maçã, da qual é extraída a sidra que depois é fermentada e destilada.
Kirschwasser é um conhaque alemão de frutas feito à base de cereja.
Slivovitz é um conhaque de frutas feito à base de ameixa.

O termo vem do latim liquore, “líquido”. Os licores não costumam ser envelhecidos por muito tempo, mas podem ficar algum tempo descansando até que atinjam o sabor ideal. A descrição mais comum de licor é a de uma bebida doce, de alto teor alcoólico, tendo um teor que varia entre os 20 por cento em volume e os 28 por cento em volume. Servido em pequenas taças, é ideal após as refeições, sendo também muito comum em bombons.

Sua composição leva açúcar, xarope, álcool, além de frutas, plantas e ervas, que dão o sabor característico de cada bebida. Devido ao facto de serem obtidos através de produtos tradicionais, não é necessária a adição de corantes ou conservantes.

Os licores podem ser feitos à base de: plantas, flores, fruta, cascas de árvores, raízes, sementes, natas e açúcar
Pode ser usada a destilação por água ou por álcool.

Quando servir? Licores e conhaques são servidos depois do café, após o jantar: sugiro sempre duas opções de licor, um forte e um leve.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *